Câmara cassa mandato de Mandiocão em Rio Bonito – Banca.com

Visualizações 8 Por cinco votos favoráveis e quatro contrários a Câmara Municipal de Rio Bonito não aprovou as contas do Executivo e cassou os direitos políticos do prefeito José...

Por cinco votos favoráveis e quatro contrários a Câmara Municipal de Rio Bonito não aprovou as contas do Executivo e cassou os direitos políticos do prefeito José Luiz Alves Antunes, o popular Mandiocão. Embora ainda continue sentado na cadeira da prefeitura, Mandiocão ficará inelegível por oito anos. A decisão foi tomada na sessão da última terça-feira (03).

As contas do prefeito já haviam sido reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado caindo como uma luva nas mãos dos parlamentares da cidade. A briga entre o Legislativo, com maioria contrária as ações do Executivo, foi o suficiente para o deleite dos vereadores. Como a votação foi secreta, ninguém ficou constrangido em riscar do mapa aquele que se achava o “rei da cocada preta”.

Foto de Alexandre Costa

O DESGASTE

O desgaste com o parlamentares da cidade começou a partir do momento em que o chefe do Executivo não respondia os ofícios e pedidos de explicações à cerca de problemas envolvendo os repasses para o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Rio Bonito (Iprevirb). Segundo a maioria, Mandiocão fez os servidores de palhaço e deixou a desejar em relação ao futuro dos aposentados. Somente em 2017 a dívida acumulada chegou a R$ 3,5 milhões. Mandiocão se limitava a dizer que a culpa era da ex-prefeita Solange Almeida. Mas, de acordo com o presidente do Iprevirb na época, os repasses eram feitos com descontos causando prejuízos de mais de R$ 500 mil. Na queda de braços travados entre as duas instituições sobrou para os aposentados e pensionistas a desesperança de dias melhores.

A ESPERANÇA

Seu retorno ao Executivo acendeu a esperança de uma população cansada de ver a ex prefeita envolvida em escândalos de corrupção e desvio de dinheiro público. Solange Almeida, antecessora de Mandiocão, chegou a ser citada na Lava Jato como uma das laranjas de Eduardo Cunha. Mas, o desgoverno de José Luiz Alves Antunes, com cortes de verbas em setores primordiais para cidade, acordou os rio-bonitenses retirando a mordaça que os atormentaram ao longo dos anos

Até os mais fiéis escudeiros de Mandiocão se colocaram em debandada tamanha falta de competência de seu maestro. Eleitores com pedigree, como a dona da pensão localizada na entrada da cidade, questionavam a idoneidade de seu ídolo. “Meu Deus!!! O quê esse homem está fazendo com Rio Bonito?” Indagou a bondosa senhora, num dia em que me servia uma deliciosa carne assada com batatas.

por Marco Speziali

 

Categorias
DestaquePolítica
Sem Comentários

Deixe uma resposta

Tempo
Horóscopo
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

POSTS RELACIONADOS