Ex-técnico da Seleção, Vadão morre aos 63 anos vítima de câncer – Banca.com

Visualizações 2 Técnico campeão Catarinense com o Criciúma em 2013, Oswaldo Fumeiro Alvarez, o Vadão, morreu nesta segunda-feira, dia 25, vítima de complicações relacionadas a um câncer no fígado. Ele...

Técnico campeão Catarinense com o Criciúma em 2013, Oswaldo Fumeiro Alvarez, o Vadão, morreu nesta segunda-feira, dia 25, vítima de complicações relacionadas a um câncer no fígado. Ele tinha 63 anos de idade e passava por tratamento desde o início do ano, quando fez sessões de quimioterapia, no entanto, a doença evoluiu para outros órgãos. O Criciúma decretou luto de três dias e o bandeirão do Estádio Heriberto Hülse ficará a meio mastro.

Vadão estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde a semana retrasada. Segundo informado pelo portal Futebol Interior, o corpo será encaminhado para Monte Azul Paulista, onde acontecerão velório e sepultamento. A cerimônia será restrita aos familiares por conta da pandemia do novo coronavírus. Vadão deixa sua esposa Ana Alvarez e dois filhos, Adriano e Carolina Alvares.

Vadão comandou o Tigre no último título conquistado pelo clube, em 2013, em cima da Chapecoense, então treinada pelo técnico Gilmar Dal Pozzo. Naquele time campeão estadual também estavam jogadores como SuelitonMatheus Ferraz e Marlon.

Ao longo da carreira como treinador, Vadão dirigiu grandes equipes como São Paulo, Athletico Paranaense, Guarani, Ponte Preta e Corinthians. Também se destacou comandando o Mogi Mirim na década de 90, com craques como VálberLeto e Rivaldo. O último trabalho dele foi na Seleção Brasileira feminina, quando dirigiu a equipe na Copa do Mundo de 2019, caindo nas oitavas de final para a França. Após o torneio, acabou demitido do cargo. Divulgação

Categorias
Esportes
Sem Comentários

Deixe uma resposta

Tempo
Horóscopo
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

POSTS RELACIONADOS