Conecte-se conosco

Esportes

Futebol do Brasil para completamente após suspensão de último estadual – Banca.com

Publicado

em

Nesta sexta (20) o último estadual de futebol em ação no território brasileiro foi interrompido. O presidente da Federação Roraimense, José Gama Xaud, decidiu suspender o campeonato de seu estado por tempo indeterminado por conta do avanço do novo coronavírus (covid-19).

Segundo o presidente da Federação Roraimense, a suspensão acontece porque a “pandemia do coronavírus tem se alastrado por todo o mundo”. Isso levou à “necessidade momentânea de evitar aglomerações de pessoas”.

Desta forma o futebol brasileiro parou por completo, com a interrupção, nos últimos dias, de todos os estaduais e das competições nacionais, estas após decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Esportes

Olimpíada de Tóquio é adiada para 2021, diz primeiro-ministro japonês – Banca.com

Publicado

em

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, confirmou nesta terça-feira (24) que a Olimpíada de Tóquio foi adiada para 2021. Os jogos estavam previstos para iniciar no dia 24 de julho, mas pedidos de delegações e ameaça de boicote do Canadá influenciaram na decisão de levar o evento para o ano que vem.

Segundo o Abe, o Japão pediu ao COI (Comitê Olímpico Internacional) o adiamento de, pelo menos, um ano para os Jogos Olímpicos. “Em uma conversa com o presidente Thomas Bach, pelo telefone, propus este remanejamento. E ele o respondeu com 100% de acordo”, disse Shinzo Abe a repórteres, em Tóquio. A nova data ainda não foi definida.

O adiamento é resultado do avanço do novo coronavírus pelo mundo. Até as 9h30 desta terça, já foram confirmados 384.429 casos de covid-19, sendo 265.302 ativos, 102.536 recuperados e 16.591 óbitos. Até poucos dias atrás, o COI, juntamente com o Comitê Organizador de Tóquio e o governo japonês, insistiam em que não havia planos para adiar a Olimpíada.

Diversos comitês olímpicos pelo mundo, inclusive o brasileiro, se manifestaram pedindo que o evento não fosse realizado na data marcada porque os treinos dos atletas estavam sendo prejudicados pelo risco de contágio do vírus. Em um comunicado, o Comitê Olímpico do Canadá declarou que “tomou a difícil decisão de retirar-se da próxima Olimpíada, após consultar atletas, dirigentes de federações e o governo canadense.”

“Reconhecemos que postergar os Jogos Olímpicos de 2020 é algo complexo, mas que não há nada mais importante do que a saúde e segurança dos atletas e comunidade mundial”, diz a nota.

No sábado (21), o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) divulgou uma nota, assinada por seu presidente, Paulo Wanderley, também recomendando o adiamento dos Jogos Olímpicos para o ano que vem. “Como judoca e ex-técnico, aprendi que o sonho de todo atleta é disputar os Jogos, em suas melhores condições. Mantê-los para este ano impedirá que este sonho seja realizado em sua plenitude.”

A favor de um adiamento, o ministro da Saúde da França, Olivier Véran, chegou a afirmar que, caso a data não fosse mudada, não gostaria de que seu país não enviasse delegação para Tóquio.

Comitês Olímpicos da Espanha, Noruega, Austrália, Eslovênia e França e as federações de Atletismo e Natação dos Estados Unidos, também defendem o adiamento. No sábado, 75% dos 300 atletas americanos consultados se manifestaram contra a realização dos jogos no Japão neste ano.

“Nosso objetivo neste momento é que atletas tenham o tempo necessário para se prepararem física, mental e emocionalmente, e agora a prioridade é que cuidem de si e de suas famílias”, escreveu Max Siegel, presidente do USATF, o organismo que organiza o atletismo nos Estados Unidos.METRO

Continue lendo

Esportes

Coronavírus: Flamengo, Vasco, Flu e Botafogo perdem patrocínio – Banca.com

Publicado

em

O Azeite Royal, marca que estampava os uniformes de Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo na temporada 2020, rescindiu contrato com o quarteto carioca. De acordo com o site Globoesporte.com, a empresa alegou que irá tentar se reestruturar diante da crise gerada pelo novo coronavírus.

O dono da marca, Eduardo Giraldes, justificou em entrevista ao site esportivo que a decisão foi tomada devido à paralisação dos campeonatos. Desta forma, a empresa irá “focar nesta crise mundial com os supermercados” e que, “no momento, a prioridade é outra.”

O Azeite Royal ocupava o espaço mais nobre da camisa do Botafogo. No Vasco, a marca era estampada na parte alta das costas, enquanto no Fluminense era exibida na parte de baixo. Já no Flamengo a empresa era vista nos meiões.

Conforme as palavras do presidente Eduardo Giraldes, assim que a crise der uma trégua, ele voltará a conversar com os clubes.

Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo ainda não se manifestaram sobre a saída do patrocinador.

Continue lendo

Esportes

Ferj e clubes decidem suspender Campeonato Carioca por 15 dias – Banca.com

Publicado

em

Em reunião na manhã desta segunda-feira, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e representantes dos clubes decidiram suspender o Campeonato Carioca por 15 dias, como ação de prevenção à propagação do novo coronavírus.

Houve unanimidade na decisão final. Botafogo e Fluminense foram a favor da paralisação desde o início. O Flamengo, representado pelo presidente Rodolfo Landim, inicialmente não queria a paralisação, citou as consequências financeiras que podem ser acarretadas pela parada e recebeu até o apoio de alguns clubes pequenos, mas depois votou a favor.

Mandatário do Vasco, Alexandre Campello também era contra a parada. Campello se irritou com um encontro entre o presidente da Ferj, Rubens Lopes, e Landim por 40 minutos antes da reunião, deixou o local antes do começo do debate, mas comunicou seu voto contra a paralisação para dirigentes presentes. No fim, seguiu o voto da maioria.

Reunião com clubes na Ferj sobre coronavírus — Foto: Ronald LincolnReunião com clubes na Ferj sobre coronavírus — Foto: Ronald Lincoln

Reunião com clubes na Ferj sobre coronavírus — Foto: Ronald Lincoln

Os clubes receberam da CBF a garantia de que o calendário brasileiro será estendido até o dia 28 de dezembro e que a Copa do Brasil deve ficar parada até o meio do ano. Ou seja, os estaduais poderão recuperar ao menos essas duas semanas de paralisação.

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, se mostrou a favor da paralisação por pelo menos 15 dias. E comentou que jogar de portões fechados já é desastroso neste momento. Mas lembrou a preocupação de jogadores e contou ter conversado diretamente com um deles que passou a posição do grupo. O receio não era com a saúde deles, atletas, mas da família – visto que muitos moram com outros parentes em casa.

O infectologista Celso Ferreira Ramos Filho, convidado pela Ferj, lembrou que não há garantia de qualquer melhora em 15, 20, 30 dias. O presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej, falou também sobre os prejuízos inevitáveis neste período. Como na estreia do japonês Honda, de portas fechadas no Nilton Santos.

Comentou que seus jogadores também se manifestaram a favor da paralisação, com apelo pessoal do técnico Paulo Autuori.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, lembrou as consequências financeiras para paralisação do Carioca. Ele e Cacau Cotta defenderam a continuidade dos jogos. Citou o alto investimento no elenco, na contratação de Gabigol, na renovação de Bruno Henrique e no seu elenco milionário.

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, em reunião na Ferj — Foto: Ronald LincolnRodolfo Landim, presidente do Flamengo, em reunião na Ferj — Foto: Ronald Lincoln

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, em reunião na Ferj — Foto: Ronald Lincoln

Landim, que testou negativo no exame de coronavírus, disse que seria o primeiro a pedir a paralisação em caso mais urgente. Mas avaliou que o risco é menor perto do que pode ocorrer para o futuro do futebol carioca, lembrando a situação de outros clubes, incluindo os pequenos, que vão ter menos condições de se sustentam nesse período sem jogos.

Após a reunião, o Flamengo emitiu o seguinte comunicado oficial:

O Clube de Regatas do Flamengo apoia a decisão unânime de paralisação do Campeonato Estadual por 15 dias. O clube respeita e se solidariza com o momento delicado e segue acompanhando os desdobramentos e posicionamentos dos governos Federal, Estadual e Municipal, FERJ e CBF.

Protestos e gestos por conscientização na rodada

Apesar da pandemia ter sido decretada pela Organização Mundial de Saúde durante a semana passada, os jogos do último fim de semana, válidos pela terceira rodada da Taça Rio, foram mantidos, mas realizados com portões fechados, após decreto do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Ainda na sexta-feira, Leandro Castán, zagueiro do Vasco, ironizou uma resposta de Wilson Witzel, Governador do Rio de Janeiro, que confirmou a realização da rodada do fim de semana do Carioca. “Obrigado pelo respeito com os atletas”, respondeu ele. O Sindicato de Atletas de Futebol do estado fez coro a Castán e combinou que os atletas entrassem com a boca tapada como sinal de protesto.

No clássico realizado no Maracanã no domingo, os jogadores do Fluminense entraram em campo com o braço na frente do rosto, enquanto os do Vasco utilizaram máscaras. Atletas do Botafogo, que empatou com o Bangu no Nilton Santos, também entraram em campo com o objeto. GE

Continue lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal de Notícias - Coisas incríveis no mundo dos negócios nunca são feitas por uma única pessoa, e sim por uma equipe - Todos Direitos Reservados.