Gilmar Mendes cobra Bolsonaro sobre “coronavoucher”: “Paga logo” – Banca.com

Visualizações 2   O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), usou as redes sociais nesta terça-feira (31/03) para pedir que o governo federal “pague logo” o auxílio...

 

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), usou as redes sociais nesta terça-feira (31/03) para pedir que o governo federal “pague logo” o auxílio assistencial de R$ 600 prometido a autônomos e pessoas sem renda fixam o chamado coronavoucher. O magistrado subiu a hashtag#PagaLogo.

Segundo o ministro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) precisa colocar de lado as “salvaguardas fiscais” para enfrentar a crise do coronavírus.

Gilmar Mendes

@gilmarmendes

Não adianta tentar colocar a culpa na Constituição Federal: as suas salvaguardas fiscais não são obstáculo, mas ferramenta de superação desta crise. O momento exige grandeza para se buscar soluções de uma Administração Pública integrada e livre do sectarismo. #PagaLogo.

O momento exige grandeza para se buscar soluções de uma administração pública integrada e livre do sectarismo!, escreveu Gilmar Mendes.

Após a manifestação do ministro, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) não perdeu tempo em alfinetar o ministro: “Afinal de contas, o senhor é ministro do STF ou comentarista de política?”, questionou a defensora de Bolsonaro.

Mais cedo, o presidente afirmou que o “coronavoucher” ainda está em fase de tramitação e que a equipe econômica está analisando os vetos. Ele ainda não deu uma data para sancionar o projeto. O LIVRE

Categorias
Política
Sem Comentários

Deixe uma resposta

Tempo
Horóscopo
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

POSTS RELACIONADOS