Conecte-se conosco

Notícias

Homem é encontrado morto em Lagoa de Maricá – Banca.com

ADMINISTRADOR

Publicado

em

Uma equipe da Defesa Civil de Maricá encontrou um homem morto na Lagoa de Maricá na altura do bairro de Zacarias, na região litorânea de Maricá (RJ), neste sábado (16).

O corpo do homem, que ainda não teve a identidade divulgada, foi encontrado na água e retirado utilizando um bote. Segundo informações, haviam marcas de tiro e o corpo estaria há vários dias na água, tendo sido encontrado apenas nesse sábado. A Polícia Civil foi acionada e investigará o crime. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do Barreto, em Niterói.

Notícias

Padrasto é preso em flagrante por espancar menina de 5 anos até a morte (Brasil)-Banca.com

ADMINISTRADOR

Publicado

em

Uma garota de 5 anos morreu na tarde desta segunda-feira (19/10) após ser espancada dentro da casa em que morava no bairro Cidade Nova, em Vitória (ES). As informações são do G1.

Segundo um laudo preliminar do Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, a menina morreu em decorrência da violência. O padrasto dela, Elisnai Borges, de 35 anos, foi preso em flagrante como suspeito do crime.

Agatha Vitória Santos Godinho e o irmão haviam sido deixados pela mãe com o padrasto no começo da tarde. Pouco tempo depois, a mulher recebeu uma ligação da irmã dizendo que, segundo Elisnai, a menina havia passado mal após almoçar.

Quando retornou para casa, a mulher encontrou a filha desacordada na cama e a levou para um posto de saúde. Lá, os socorristas constataram a morte da criança e, também, sinais de espancamento em diferentes partes do corpo, como nas mãos, barriga e na cabeça.

No posto de saúde, o padrasto afirmou novamente que Agatha passou mal depois de comer. Os socorristas chamaram a Polícia Militar e o homem foi levado para a Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Elisnai se recusou a prestar novos esclarecimentos, porém, em função do laudo preliminar do DML, ele foi autuado por homicídio qualificado por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

O suspeito foi levado para fazer exames no DML nesta terça-feira (20/10) e, em seguida, encaminhado para um presídio.

Continue lendo

Destaque

Pena de morte: EUA vai executar primeira mulher desde 1953 – Banca.com

ADMINISTRADOR

Publicado

em

O governo dos Estados Unidos marcou para 8 de dezembro deste ano a primeira execução federal de uma mulher desde 1953. Trata-se de Lisa Montgomery, condenada à pena de morte em 2008.

 

Lisa foi condenada à morte por ter assassinado uma mulher grávida de oito meses, cortado sua barriga com uma faca de cozinha e roubado o bebê, que sobreviveu ao ataque e hoje tem 16 anos.

 

O governo federal norte-americano ficou 17 anos sem poder executar pessoas até julho deste ano, quando a Suprema Corte dos EUA decidiu pelo retorno das execuções federais . Desde julho, sete pessoas foram executadas pelo governo federal, todos homens. Lisa Montgomery será a primeira mulher executada em âmbito federal desde 1953. Durante os anos em que as execuções federais estiveram proibidas, as penas de morte eram aplicadas apenas pelos governos estaduais.

No processo de Lisa Montgomery, a acusação apresentou o histórico de busca dela, revelando que ela havia pesquisado como realizar cesáreas , dando ao crime o caráter premeditado.

 

Segundo a defesa, Lisa sofria de ” gravidez psicológica “, a pseudociese, quando a mulher acredita que está grávida e chega a apresentar sintomas.

 

Antes de tomar a decisão final, em 2008, o juiz do caso passou cinco horas pensando e acabou condenando a mulher à morte por entender que ela merecia morrer devido à natureza hedionda do crime.

 

 

Antes de Lisa, a última mulher a passar por execução federal nos EUA havia sido Bonnie Brown , condenada à câmara de gás após participar de um caso de sequestro e assassinato de um garoto de 6 anos.

 

 

Continue lendo

Destaque

Mulher leva morto ao banco para tentar sacar aposentadoria dele – Banca.com

ADMINISTRADOR

Publicado

em

A Polícia Civil investiga a ação de uma mulher que levou um idoso morto em uma cadeira de rodas até uma agência bancária na região central de Campinas (SP) para fazer prova de vida e tentar sacar a aposentadoria de um ex-escrivão de 92 anos. A suposta companheira deve responder por estelionato.

 

 

O caso ocorreu em uma unidade do Banco do Brasil no dia 2 de outubro e foi descoberto após a mulher, na tentativa de apressar o atendimento, dizer que o suposto companheiro estava passando mal.

 

 

Por conta disso, o Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou não só que ele já estava morto, como o óbito teria ocorrido havia algum tempo.

 

 

De acordo com a corporação, diante da “rigidez cadavérica”, a suspeita era de que o idoso estava morto havia pelo menos 12 horas.

 

 

Ao constatar tal situação, a equipe comunicou a Guarda Municipal, que estava perto da agência, e essa, por sua vez, acionou a Polícia Militar, que conduziu a mulher ao 1º Distrito Policial para registro da ocorrência. O corpo do idoso foi enterrado no dia seguinte.

 

 

Diretor do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter 2), José Henrique Ventura informou nesta quinta-feira (15) que o laudo necroscópico apontou que o idoso, um escrivão aposentado e viúvo, já estava morto há pelo menos 12 horas quando foi levado à agência. Alfredo Henrique Folha SP

Continue lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal de Notícias - Coisas incríveis no mundo dos negócios nunca são feitas por uma única pessoa, e sim por uma equipe - Todos Direitos Reservados.