Incêndios no Pantanal: jaguatirica resgatada em estado grave é sacrificada – Banca.com

Visualizações 1 As piores queimadas em 22 anos no Pantanal mato-grossense continuam provocando uma tragédia ambiental. No último fim de semana, a Secretaria de Meio Ambiente do estado informou que...

As piores queimadas em 22 anos no Pantanal mato-grossense continuam provocando uma tragédia ambiental. No último fim de semana, a Secretaria de Meio Ambiente do estado informou que não foi possível salvar uma vítima que havia sido resgatada, uma jaguatirica que precisou ser sacrificada devido à gravidade de seus ferimentos.

O animal foi encontrado às margens do rio Pixaim, em Poconé, na última sexta-feira por bombeiros que atuam no combate ao fogo. Um macho adulto, o bicho estava com as patas em carne viva, sem unhas ou a almofada da palma.

Segundo os socorristas, a jaguatirica estava cercada por jacarés no momento em que foi resgatada.

O portal G1 informou que um especialista em felinos de São Paulo, que está em Mato Grosso, aconselhou a eutanásia.

1

Fogo no Pantanal

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Mato Grosso, entres os meses de janeiro e setembro de 2020, mais de 5 mil focos de calor foram localizados em propriedades privadas, cerca de 3 mil em terras indígenas e 890 em unidades de conservação. Mais de R$ 107 milhões em multas já foram aplicados por uso irregular do fogo. No total, o estado aplicou R$ 805 milhões em multas por crimes ambientais, como queimadas e desmatamento ilegal.

Laudos das perícias realizadas pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT) apontam que os incêndios foram provocados por ação humana.

Categorias
DestaqueGeral
Sem Comentários

Deixe uma resposta

Tempo
Horóscopo
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

POSTS RELACIONADOS