Conecte-se conosco

Entretenimento

Lenda do rock, Little Richard morre aos 87 anos – Banca.com

Publicado

em

Um dos maiores astros da história do rock, músico foi responsável por hits como ‘Tutti Frutti’, ‘Lucille’, Rip it up’ e ‘Long tall Sally’

Astro da história do rock, Little Richard morreu aos 87 anos, na manhã deste sábado (9/5). A notícia foi confirmada pelo filho do artista, Danny Penniman, à revista “Rolling Stone”. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Pioneiro do rock n’ roll, nascido na Georgia em 5 de dezembro de 1932, incansável músico, pianista e intérprete teatral, Richard Wayne Penniman, como constava em sua identidade, havia anunciado sua aposentadoria em 2013, quando completou 80 anos.

Um dos nomes sagrados do ritmo conduzido pelas guitarras elétricas, Richard considerava que o nascimento do rock havia acontecido com o lançamento do clássico “Tutti Frutti”, obra com a sua assinatura que estourou nas paradas de sucesso num Estados Unidos racista e puritano da década de 1950.

“Acredito que esse será o meu legado, pois, quando eu comecei no show business, não havia nada parecido com o rock n’ roll”, afirmou, em entrevista recente ao El País.

Little Richard empolgou uma legião de jovens durante a década de 1950 ao lado de Jerry Lee Lewis e outros músicos que dilaceraram regras e abriram o caminho para mitos como Elvis Presley, os Beatles, Bob Dylan, os Rolling Stones, James Brown, entre muitos outros.

Ele vendeu mais de 30 milhões de discos em todo o mundo, e sua influência sobre outros músicos foi igualmente impressionante, de Otis Redding a Creedence Clearwater Revival e David Bowie.

Um famoso grito de guerra se tornara um marco em seus shows: “A-wop-bop-a-loo-bop-a-wop-bam-boom”, dizia um dos versos de “Tutti Frutti”.

Revolução cultural

Esse grito, aliás, deu mesmo início a uma revolução cultural e comportamental na América, alçando o rock à categoria de maior fenômeno cultural da segunda metade do século 20. Todas as gerações posteriores tiveram a influência de Little Richard, de forma direta ou indireta.

Os brasileiros assistiram às performances de Richard em 1994 e em 1997. Em entrevista ao GLOBO, publicada em 1997, o cantor falou sobre a dualidade que marcou sua vida, o rock e a religião, lembrando-se do período em que abandonou a música pop para se ordenar como pastor protestante:

— Hoje, eu separo bem essas duas coisas, Deus e o rock and roll, algo que não conseguia fazer na minha juventude. O rock é minha vida, meu trabalho, mas também acredito em Deus. Posso fazer um grande show e no dia seguinte ir à igreja rezar.

Conflito com religião

Richard Wayne Penniman era o terceiro de12 filhos de Charles Penniman, um fabricante clandestino de bebidas alcoólicas, e Leva Mae. O pequeno Richard cresceu numa família religiosa na qual cantar fazia parte de suas vidas.

A liberdade que a música lhe dava contrastava com a privação que a religiosidade lhe impunha, conflito que levaria por toda sua vida. Aprendeu a tocar saxofone e piano na adolescência, mesmo período em que começou a perder o interesse pela escola e a tocar em várias bandas.

Em 1948, foi expulso de casa pelo pai, que acreditava que o comportamento de seu filho não estava de acordo com as leis cristãs. Por várias vezes, Richard recebeu punições por gostar de se vestir com as roupas de sua mãe.

Até gravar seu primeiro disco, em 1951, Richard se apresentou no “Medicine Show do Dr. Hudson”, na boate Tick Tock Club, além de vários grupos de vaudeville, como Sugarfoot Sam, do Alabama (no qual aparecia vestido de mulher e era chamado de “Anabela”), Tidy Jolly Steppers, King Brothers Circus e Broadway Follies.

Glam rock e moda andrógina

Em 1950, Little Richard conheceu o cantor Billy Wright, cujo grande cabelo, maquiagem pesada e blues de estilo gospel lhe influenciaram. Foi aí que ele começou a criar uma estética própria, entre o glam rock e a moda andrógina, algo que influenciaria diretamente nomes como Prince e David Bowie. Nos bastidores, ele passaria a se definir como gay, bissexual e “pan-sexual”, como reforçava.

Em 1951, Little Richard grava pela primeira vez em estúdio, apoiado pela banda de Wright. Nesse mesmo ano, graças a essas gravações, o artista consegue assinar um contrato com a RCA Victor. Entre as músicas destaca-se o blues “Every hour”, que se tornou seu primeiro single e um sucesso na Geórgia. O lançamento dessa música melhorou o relacionamento com seu pai, que começou a tocar a música regularmente em seu bar.

Entretenimento

Zeca Camargo não tem contrato renovado e deixa a Globo – Banca.com

Publicado

em

Zeca Camargo não pertence mais ao casting da Globo. Após 24 anos de contrato, a emissora optou por não renovar com o apresentador, que atualmente estava no ar no semanal É de Casa.

“Levo as melhores lembranças desta parceria de 24 anos. Nessa colaboração, celebro a chance preciosa que tive de trabalhar num lugar tão aberto às boas ideias, onde elas ganharam espaço e repercussão”, afirma o jornalista em nota.

Em comunicado, o canal destacou os trabalhos realizados pelo jornalista, como as entrevistas históricas com astros internacionais, as viagens pelo mundo e as apresentações do Fantástico, No Limite e o Hipertensão.

“Após 24 anos de uma trajetória conjunta, marcada por uma parceria de muito respeito e sucesso, o apresentador Zeca Camargo se despede da Globo”, inicia a nota da Globo sobre o famoso, que entrou na emissora em 1996.

Zeca foi contratado como apresentador e coordenador de projetos e novos formatos do dominical, atualmente comandado por Tadeu Schmidt e Poliana Abritta. “No programa, foi responsável pela criação de diversas séries e comandou entrevistas com grandes artistas internacionais como Paul McCartney, Mick Jagger, Madonna e Lady Gaga”, lembra o comunicado.

“Levou sua paixão por viajar para o dominical nas centenas de viagens que fez através das séries ‘Aqui se Fala Português’ (1998), ‘A Fantástica Volta ao Mundo’ (2004), entre outras. Coube a Zeca também a apresentação do primeiro reality do país, ‘No Limite’, lançado em 2000”, acrescenta o texto da Globo.

No mesmo gênero, o apresentador assumiu os realities O Jogo e Hipertensão, nos anos seguintes. Em 2013, Camargo deixou o jornalismo para o entretenimento e comandou a nova fase do extinto Vídeo Show, mas sofreu com os baixos índices e críticas. Em 2015, então, ele se juntou ao time de apresentadores do É de Casa, matinal que apresentou até o começo de maio, antes de sair de férias.

Continue lendo

Entretenimento

Apresentador do Se Joga foi confundido com ladrão e acusado de roubar bolsa – Banca.com

Publicado

em

Érico Brás, apresentador do programa Se Joga, da Globo, participou de uma live com Fábio Porchat nesta terça-feira (26/5) e comentou sobre racismo. Ele contou um episódio que foi parado pela polícia e revistado porque uma mulher o confundiu com um assaltante e o acusou de roubar sua bolsa.

Sem citar a data em que o fato ocorreu, Brás explicou que foi logo quando começou a trabalhar como ator no Bando de Teatro Olodum. Segundo ele, quando estava saindo da sessão correndo para o ponto de ônibus, uma viatura encostou ao seu lado. Do carro, saíram dois policiais e uma mulher apontando o dedo para ele e dizendo que ele havia roubado a sua bolsa. O policial o revistou, revirou seus pertences e lhe fez uma série de perguntas.

Ah menino, é você que faz aquela peça?”, questionou a mulher que o acusou de roubar sua bolsa. “Sim, sou eu, que faço o personagem patrocinado”, respondeu ele, interpretando o personagem no ponto de ônibus para que ela validasse a informação de que era ator. “Comecei a fazer a coreografia. Até que ela fala: ‘Não é ele não’”, completou.

“Nesse meio tempo, meu ônibus, que era o último, passou no ponto, pegou quem tinha que pegar. O ônibus foi embora, fiquei sozinho no ponto fazendo o personagem. Os policiais falaram: ‘Vamos embora’. Eu disse: ‘Espere aí. Meu ônibus foi embora, como que eu faço?’. O cara falou: ‘Se vira meu irmão, você é artista. Se vira”, lembrou o apresentador do Se Joga, que está suspenso por conta do coronavírus.

Classificando o caso como um ato de racismo, Brás citou ainda o caso do menino João Pedro, assassinado dentro de sua casa no Rio de Janeiro. Um policial alvejou sua residência com mais de 70 tiros de armas de fogo.

“A arte me salvou. Por um momento eu me vi como um escravo no Mercado Modelo, pulando, provando que eu estava apto pra ser liberto, liberado. Se eu não fosse um artista eu estava fodido. E me assustou ainda mais a autoridade da mulher sobre o Estado. Ela comandava o carro da polícia. São coisas absurdas. É como o João Pedro. Mesmo estando em casa você vai tomar um tiro”, refletiu.

Continue lendo

Entretenimento

Ludmilla é acusada de trair esposa com outras mulheres; cantora nega: ‘Vai pagar’ – Banca.com

Publicado

em

Além de Anitta (veja aqui), outra funkeira também teve o nome envolvido em polêmica neste domingo (24): Ludmilla. No Twitter uma “exposed” – palavra usada para indicar a exposição de uma história secreta – sobre uma suposta traição virou o assunto mais comentado no Brasil. Na história, a artista, que é casada com Brunna Gonçalves, estaria tendo caso extraconjugal com Thaissa Cavalcante há mais de um ano, além de manter conversas com Ohana Lefundes, dançarina da Anitta.  

  

Após rumores, a assessoria de Ludmilla disparou um comunicado negando a história.“A cantora esclarece através de sua assessoria de imprensa que o conteúdo a respeito dos supostos diálogos envolvendo duas mulheres que, de forma indevida usam seu nome, são inverídicos”, frisou em nota.  

  

“A cantora está muito bem casada e focada em seu mais recente lançamento, o EP Numanice. Ludmilla e sua equipe não irão mais comentar as falsas afirmações feitas por perfis de haters na internet, cabe as supostas autoras das mensagens esclarecerem seu conteúdo e não a artista comentar fakenews. Lembramos ainda que difamação nas redes sociais pode ser configurado como crime virtual”.  

  

No Twitter, Ludmilla comentou rapidamente o caso ao responder o perfil que teria criado o “boato”. “Ainda estou chocado com a repercussão enorme de hoje”, escreveu o responsável. A funkeira então destacou: “Vai ficar mais chocado ainda quando seu CPF for divulgado e descoberto hoje na delegacia. Você vai pagar por tudo que está fazendo”. Vale dizer que anteriormente a artista surgiu no Instagram jogando Uno com a esposa, Thaissa Cavalcante e outros amigos. BN Holofote

Continue lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal de Notícias - Coisas incríveis no mundo dos negócios nunca são feitas por uma única pessoa, e sim por uma equipe - Todos Direitos Reservados.