Moradora de Itaboraí já faz 13 dias que esta desaparecida – Banca.com

Visualizações 4 Chega ao 13º dia a angústia em busca de Jucilene Pereira, de 32 anos, desaparecida depois de sair de casa, no bairro Ampliação, em Itaboraí, no dia...

Chega ao 13º dia a angústia em busca de Jucilene Pereira, de 32 anos, desaparecida depois de sair de casa, no bairro Ampliação, em Itaboraí, no dia 22 de janeiro deste ano. Desesperados e percorrendo toda a cidade, em hospitais e delegacias, a família da dona de casa relata que nenhuma outra pista foi encontrada depois do seu desaparecimento.

Santuza Pereira, a irmã de Jucilene, disse que a perícia foi na casa de Jucilene na última segunda, 4, mas que até o momento eles não receberam nenhuma resposta. Ela ainda afirmou que não falaram do desaparecimento da mãe para a filha mais nova dela.

“A gente disse que ela precisou ir viajar a trabalho. A menina pediu para ligar e aí o pai disse que onde a mãe dela está não pega telefone. Ainda não contamos a verdade”, disse ela. Além da menina de 5 anos, Jucilene tem um menino de 11 anos que está na casa do seu pai, ele sabe que a mãe está desaparecida, mas não entraram em maiores detalhes com ele.

O caso: Jucilene saiu de casa no dia 22 de janeiro, por volta das 18h, alegando que iria dar uma volta, após um aborrecimento que teve em casa. Ela saiu usando apenas a roupa do corpo e com o celular em mãos.

Jucilene estava vestindo uma bermuda marrom e uma blusa preta. Os Familiares já procuraram por ela em hospitais e delegacias da região de Itaboraí e de São Gonçalo, mas até o momento não tiveram nenhuma informação. Eles fizeram um boletim de ocorrência na 71º DP (Itaboraí).

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização da desaparecida Jucilene Pereira, é possível entrar em contato com o Disque Denúncia pelos seguintes canais:Central de atendimento (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo para celular – Disque Denúncia RJ, Whatsapp ou Telegram Portal dos Desaparecidos (21) 98849 6099; Facebook/(inbox) https://www.facebook.com/desaparecidosdd.org/.

O Portal esclarece ainda que toda informação é importante para localização de uma pessoa desaparecida, e todas as informações serão direcionadas para ao setor de Descoberta de Paradeiros (DDPA) localizada na sede da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHINSG).

Em nota a Polícia Civil informou que apura o caso.

Categorias
DestaquePolícia
Sem Comentários

Deixe uma resposta

Tempo
Horóscopo
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

POSTS RELACIONADOS