Conecte-se conosco

Destaque

Morre em acidente de carro o ambientalista, Alfredo Sirkis aos 69 anos – Banca.com

Publicado

em

Ambientalista, político, jornalista e escritor de 69 anos bateu de carro no Arco Metropolitano, em Nova Iguaçu. Sirkis foi um dos pioneiros na luta pela preservação do meio ambiente no Brasil, e um dos fundadores do Partido Verde.

O ambientalista, político, jornalista e escritor Alfredo Sirkis morreu por volta das 13h50 desta sexta-feira (10), em um acidente de carro no no Arco Metropolitano (BR-493), na Baixada Fluminense. Sirkis morreu no local, aos 69 anos.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, Sirkis estava sozinho no veículo, um Volkswagem Polo, e seguia em direção à Via Dutra. Na altura do km 74, saiu da pista, bateu em um poste e capotou.

Sirkis estava a caminho de um sítio em Morro Azul, perto de Vassouras, para visitar a mãe, Lila, de 97 anos, em isolamento social por causa da pandemia. Ele é filho único, muito ligado a ela e costumava fazer o trajeto com frequência.

Além disso, Sirkis também iria rever o filho Guilherme que terminou mestrado recentemente nos Estados Unidos e está com a avó.

Segundo amigos, ele se programou para ir ao sítio neste fim de semana e saiu de casa por volta do meio-dia, horário que gostava de viajar. Sirkis também tem uma filha, que mora nos EUA.

Biografia
Alfredo Hélio Sirkis nasceu no Rio de Janeiro em 8 de dezembro de 1950, filho dos imigrantes judeus-poloneses Herman Syrkis e Liliana Syrkis.

Estudou em escolas particulares tradicionais da cidade até passar para o Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CAp/UFRJ), onde se iniciou na política estudantil, na coordenação do grêmio.

Participou das manifestações contra a ditadura civil-militar de 1964, incluindo a Passeata dos Cem Mil, em junho de 1968.

Integrou grupos que praticavam ações de guerrilha urbana (Vanguarda Popular Revolucionária) contra o regime, incluindo sequestros de diplomatas. Em 1971, Sirkis se exilou no Chile, Argentina e Portugal, regressando ao Brasil em 1979, com a Lei da Anistia.

Como jornalista, atuou nas revistas “Isto É” e “Veja”, além de colaborar para vários outros jornais. Foi ainda roteirista na TV Globo, na série “Tele-tema”.

Autor de nove livros, ganhou o Prêmio Jabuti de 1981 por “Os Carbonários” (1980). Havia acabado de lançar seu último livro, “Descarbonário”.

Sirkis foi um dos pioneiros na luta pela preservação do meio ambiente no Brasil, e um dos fundadores do Partido Verde, em janeiro de 1986. Em 1991, assumiu a presidência nacional do partido. Nas eleições de 1998, ele foi candidato à presidência da república pelo PV.

Entre outubro de 2016 e maio de 2019, foi o coordenador Executivo do Fórum Brasileiro de Mudança do Clima (FBMC). Atualmente, era diretor executivo do Centro Brasil no Clima.

Sirkis foi também deputado federal, vereador por quatro mandatos no Rio de Janeiro, secretário municipal de Urbanismo, secretário municipal de Meio Ambiente e presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP).

A imagem pode conter: 1 pessoa
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, carro e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: montanha, atividades ao ar livre e natureza

, político, jornalista e escritor de 69 anos bateu de carro no Arco Metropolitano, em Nova Iguaçu. Sirkis foi um dos pioneiros na luta pela preservação do meio ambiente no Brasil, e um dos fundadores do Partido Verde.

O ambientalista, político, jornalista e escritor Alfredo Sirkis morreu por volta das 13h50 desta sexta-feira (10), em um acidente de carro no no Arco Metropolitano (BR-493), na Baixada Fluminense. Sirkis morreu no local, aos 69 anos.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, Sirkis estava sozinho no veículo, um Volkswagem Polo, e seguia em direção à Via Dutra. Na altura do km 74, saiu da pista, bateu em um poste e capotou.

Sirkis estava a caminho de um sítio em Morro Azul, perto de Vassouras, para visitar a mãe, Lila, de 97 anos, em isolamento social por causa da pandemia. Ele é filho único, muito ligado a ela e costumava fazer o trajeto com frequência.

Além disso, Sirkis também iria rever o filho Guilherme que terminou mestrado recentemente nos Estados Unidos e está com a avó.

Segundo amigos, ele se programou para ir ao sítio neste fim de semana e saiu de casa por volta do meio-dia, horário que gostava de viajar. Sirkis também tem uma filha, que mora nos EUA.

Biografia
Alfredo Hélio Sirkis nasceu no Rio de Janeiro em 8 de dezembro de 1950, filho dos imigrantes judeus-poloneses Herman Syrkis e Liliana Syrkis.

Estudou em escolas particulares tradicionais da cidade até passar para o Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CAp/UFRJ), onde se iniciou na política estudantil, na coordenação do grêmio.

Participou das manifestações contra a ditadura civil-militar de 1964, incluindo a Passeata dos Cem Mil, em junho de 1968.

Integrou grupos que praticavam ações de guerrilha urbana (Vanguarda Popular Revolucionária) contra o regime, incluindo sequestros de diplomatas. Em 1971, Sirkis se exilou no Chile, Argentina e Portugal, regressando ao Brasil em 1979, com a Lei da Anistia.

Como jornalista, atuou nas revistas “Isto É” e “Veja”, além de colaborar para vários outros jornais. Foi ainda roteirista na TV Globo, na série “Tele-tema”.

Autor de nove livros, ganhou o Prêmio Jabuti de 1981 por “Os Carbonários” (1980). Havia acabado de lançar seu último livro, “Descarbonário”.

Sirkis foi um dos pioneiros na luta pela preservação do meio ambiente no Brasil, e um dos fundadores do Partido Verde, em janeiro de 1986. Em 1991, assumiu a presidência nacional do partido. Nas eleições de 1998, ele foi candidato à presidência da república pelo PV.

Entre outubro de 2016 e maio de 2019, foi o coordenador Executivo do Fórum Brasileiro de Mudança do Clima (FBMC). Atualmente, era diretor executivo do Centro Brasil no Clima.

Sirkis foi também deputado federal, vereador por quatro mandatos no Rio de Janeiro, secretário municipal de Urbanismo, secretário municipal de Meio Ambiente e presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP).

A imagem pode conter: 1 pessoa
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, carro e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: montanha, atividades ao ar livre e natureza

Destaque

Loja explode no Centro de Niterói e deixa várias pessoas feridas – Banca.com

Publicado

em

O acidente ocorreu na tarde desta segunda-feira (28), na Rua Visconde de Sepetiba, no Centro de Niterói.
Segundo informações preliminares, o acidente teria ocorrido num estande de tiros e seis pessoas ficaram feridas.

Até o momento, há informações de seis feridos.

*Em atualização

Continue lendo

Destaque

Família encontra corpo de menino de 14 anos enterrado em quintal – Banca.com

Publicado

em

Um adolescente de 14 anos foi encontrado morto no quintal de uma casa após ficar desaparecido por três dias em São Vicente, no litoral de São Paulo. O corpo de Iury Júnior Pereira Silva foi enterrado no quintal de um residência localizada no mesmo bairro, A Polícia Civil tenta identificar o autor do crime. Nos últimos dias, familiares haviam iniciado uma campanha nas redes sociais para tentar encontrar o paradeiro do garoto.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 16h50 deste sábado (26), uma equipe foi acionada para ocorrência de encontro de cadáver na rua 19, no bairro Gleba. O corpo foi localizado enterrado no quintal de uma residência. Policiais apuraram que seria do garoto de 14 anos desaparecido desde o dia 23 de setembro.

A mãe de Iury registrou boletim de ocorrência de desaparecimento e alegou que o adolescente sumiu na noite da última quarta-feira (23), após sair para andar de bicicleta. O boletim foi registrado na manhã deste sábado. No registro, a mãe diz que o filho não tinha envolvimento com drogas, não fazia uso de remédio controlado e não costumava passar a noite fora de casa.

Ainda de acordo com o boletim, a mãe mencionou que dias antes ele havia caído de um cavalo e estava com um ferimento na perna direita. Ela relatou à Polícia Civil que procurou o filho na casa de familiares e amigos, sem obter retorno. Nas redes sociais, ela colocou fotos dele pedindo ajuda para encontrá-lo.

Em entrevista a mãe conta que desde a última quarta não consegue se alimentar, e pede que os responsáveis pela morte do filho sejam identificados.

“Quero que a polícia ache quem fez isso com meu filho. Ele era uma criança, inteligente, nunca repetiu de ano. Na terça falou que entrou no concurso para ganhar bolsa para treinar e entrar para a polícia. Eu fiquei muito feliz, pensando no futuro dele”, desabafou a mãe.

A Polícia Militar informou que o local foi preservado para o trabalho da polícia científica na coleta de provas, e a ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Sede de São Vicente, que investigará o caso.

Família publicou pedido de ajuda para encontrá-lo nas redes sociais — Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Família publicou pedido de ajuda para encontrá-lo nas redes sociais — Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Continue lendo

Destaque

Jovem fica ferido após bater com carro em ponto de ônibus em São Gonçalo – Banca.com

Publicado

em

Um jovem de 23 anos ficou ferido ao bater com o carro em um ponto de ônibus e, em seguida, em um poste da Rua Coronel Moreira César, no Centro de São Gonçalo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu por volta das 5h deste sábado (26).

Ainda segundo os bombeiros, a vítima recebeu atendimento no local, mas recusou a remoção para uma unidade de saúde.

Com o impacto da batida, o ponto de ônibus construído em uma estrutura de metal chegou a entortar. Já o veículo ficou destruído. Segundo comerciantes do local, o carro foi removido no início da manhã deste sábado (26). Divulgação

Continue lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal de Notícias - Coisas incríveis no mundo dos negócios nunca são feitas por uma única pessoa, e sim por uma equipe - Todos Direitos Reservados.