Conecte-se conosco

Notícias

Mulher dá a luz dentro de um ônibus em Araruama – Banca.com

Publicado

em

Notícias

Mulheres se agridem dentro de agência da Caixa Econômica – Banca.com

Publicado

em

Duas mulheres que estavam em uma fila da Caixa Econômica Federal acabaram se desentendendo e começaram uma troca de agressões físicas no local. O caso aconteceu na noite de quarta-feira (28/05), em Santa Inês, município localizado a 247 km de São Luís (MA). As informações são do G1.

A briga foi gravada por um cliente, que estava na área dos caixas eletrônicos. No vídeo, é possível identificar uma aglomeração de pessoas e as duas mulheres se agredindo fisicamente.

A Caixa Econômica informou que o caso aconteceu fora do horário de atendimento ao público. O banco também informou que já tomou providências para reforçar a segurança durante a noite.

Continue lendo

Destaque

Cão vítima de maus-tratos morre e outro é resgatado pela polícia – Banca.com

Publicado

em

Polícia Civil de Joinville realiza resgate de cão em situação de maus-tratos Vítimas de maus-tratos, um cachorro foi encontrado morto e outro foi resgatado em uma casa no bairro Itinga, em Joinville, no Norte catarinense.

A Polícia Civil chegou ao local após denúncias realizadas à Divisão de Investigação Criminal (DIC).

No sábado (23), ao chegar no local, um cão foi encontrado com inúmeras lesões e não resistiu aos ferimentos.

Com isso, foi instaurado um inquérito para apurar os crimes de maus-tratos, assim como outros possíveis crimes contra à administração pública.

No domingo (25), a polícia realizou o resgate do animal sobrevivente que também estava no local e o encaminhou para o Centro de Bem-estar Animal (CBEA), onde ele será avaliado e tratado pelos profissionais. Cachorro resgatado em Joinville Polícia Civil/ Divulgação Veja mais notícias do estado no G1 SC

Continue lendo

Notícias

Senado aprova proposta de adiamento do Enem – Banca.com

Publicado

em

O Senado aprovou hoje (19) um projeto de lei (PL) que adia a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em virtude da pandemia do novo coronavírus. O PL teve 75 votos favoráveis e um voto contrário. O projeto não firma um novo prazo para realização das provas, ficando dependente da evolução da situação epidemiológica. O texto segue para a Câmara.

O Enem teve, até agora, 3,5 milhões de inscrições , e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, defende a realização da prova na data prevista. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as inscrições vão até a próxima sexta-feira (22). As provas do Enem estão marcadas para 1º de novembro (linguagens, códigos e suas tecnologias; redação; ciências humanas e suas tecnologias) e 8 de novembro (ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias). Também serão previstas provas digitais, nos dias 11 e 18 de outubro.

Em seu relatório, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) defendeu o adiamento da prova para garantir a igualdade de condições entre candidatos. “Lembremos, que nossos alunos das escolas públicas não tiveram sequer dois meses de aula completados neste ano letivo. Seria muito injusto submetê-los à já desigual concorrência que caracteriza os processos de acesso à educação superior”.

Izalci também citou a situação das universidades, principalmente as públicas. Para ele, não adianta realizar uma prova de acesso às universidades sem saber em que condições elas estarão no primeiro semestre do ano que vem. “O ambiente de incerteza que nos atinge também condiciona as suas atividades. Elas só abrirão novas vagas quando dispuserem de todos os meios para tanto”.

A autora do projeto, Daniella Ribeiro (PP-PB), destacou que muitos estudantes não conseguem estudar em casa por falta de recursos técnicos ou por ter que cuidar da família. “Quantos têm condições de pagar uma plataforma de streaming, um EAD [ensino à distância]? Que possamos colocar rostos nessas pessoas que estão em casa, cuidando de irmãos pequenos, em casas com cinco, seis pessoas e não têm um espaço para estudarem sozinhos”.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, reconheceu os esforços do líder do governo na Casa, Fernando Bezerra (MDB-PE), mas afirmou que a posição da maioria das lideranças no Senado se posicionava a favor da votação e aprovação da matéria. “A gente não tinha como não tomar essa decisão, até porque foi por praticamente a unanimidade dos líderes. Ressalvando as ponderações do ministro, precisávamos deliberar um assunto que tinha a unanimidade dos partidos”.

Justiça

Além do Parlamento, a Justiça também se debruça sobre o tema. Ontem (18) a Defensoria Pública da União (DPU) entrou com recurso no Tribunal Regional Federal da 3ª Região pedindo que a decisão de manter o exame durante a pandemia do novo coronavírus seja revista. Em abril, o órgão conseguiu uma liminar favorável ao adiamento das datas da prova, mas a medida foi derrubada pelo desembargador Antônio Cedenho atendendo a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU).

Nesta terça-feira, o ministro da Educação  anunciou que o governo vai abrir consulta direta, por meio da internet, aos candidatos inscritos no Enem para decidir a data de realização das provas deste ano. De acordo com o Weintraub, a consulta deve ocorrer na Página do Participante no final de junho. ebc

Continue lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal de Notícias - Coisas incríveis no mundo dos negócios nunca são feitas por uma única pessoa, e sim por uma equipe - Todos Direitos Reservados.