Conecte-se conosco

Saúde

Não é uma gripezinha’, diz primeira paciente curada de coronavírus no DF – Banca.com

Publicado

em

O Distrito Federal tem a primeira paciente infectada pelo novo coronavírus que já está curada. É a advogada Daniela Teixeira, conselheira federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
Ela recebeu nesta terça (24) o novo exame que testou negativo para COVID-19. A cura foi identificada 19 dias depois do contágio, ocorrido em 5 de março, durante a III Conferência da Mulher Advogada, em Fortaleza.
Daniela fez o teste, mesmo sem sintomas, porque uma conselheira com quem ela teve contato adoeceu.
Continua depois da publicidade

O resultado saiu em 16 de março e ela se isolou. O marido e os dois filhos também fizeram o exame e o resultado foi negativo.
Daniela passou momentos tensos, conversando várias vezes por dia com a médica, na expectativa de que pudesse desenvolver sintomas graves. Mas ela sentiu apenas cansaço e dor de cabeça.
Feliz com a conquista, Daniela quis passar uma mensagem, por meio do Correio Braziliense e Estado de Minas, a todos que estão com medo e tensos com a pandemia de coronavírus.

Veja abaixo o depoimento de Daniela Teixeira

A minha cura manda 3 recados:
 
De esperança a todos os que estão infectados. Só quem passou pelo vírus sabe o tamanho do pânico que ronda o nosso espírito, o medo de contaminar um ente querido ou de apresentar sintomas graves de uma hora para outra. Se o mundo tem medo do vírus, imaginem o que passa uma pessoa contaminada. É uma benção chegar ao final do ciclo do vírus bem e com saúde.
 
De medo: tenham medo do vírus, fiquem em quarentena. Eu peguei o vírus em um evento de trabalho “muito importante que eu não poderia faltar”. Pois eu deveria ter faltado e faria tudo para voltar no tempo. Fiquem em casa!
 
De gratidão: aos profissionais de saúde, especialmente à diretora do Inca dra. Nubia Welerson, o diretor do Iges, Dr. Francisco, e ao governador Ibaneis, que se mostrou o melhor gestor da crise no país.

Destaque

Pronto socorro de São Gonçalo tem mais quatro internados com suspeita de Covid-19 – Banca.com

Publicado

em

Aumento para quatro o número de pacientes internados no pronto socorro de São Gonçalo com suspeita de coronavirus. Todos estão em isolamento e recebendo atendimento conforme determina a conduta para o traramento da doença.

O pronto socorro esta semana criou um consultório exclusivo para atender pacientes com síndromes virais. Um médico e um enfermeiro realizam todo o procedimendo necessário no local. Com isso evita aglomerações nos outros consultórios médicos.

Entre os pacientes internados esta Isaias Romualdo da Silva, de 50 anos. De acordo com boletim médico o seu quadro é estável.

Seguindo protocolo da vigilância epidemiológica, o paciente não pode receber visitas ou ter acompanhante. Mas a família do paciente, morador do bairro Porto Novo, vem arrumando uma série de atritos na unidade de saúde desde que ele foi internado.

— Já explicamos dezenas de vezes o protocolo médico, as normas da vigilância sanitária, mas a família insiste em.querer vê-lo. Ele está em isolamento. Temos que preservar a vida dos familiares, dos amigos e dos vizinhos — garantiu equipe que cuida do paciente .

A imagem pode conter: carro, céu e atividades ao ar livre
Continue lendo

Destaque

Professora de São Gonçalo morre com suspeita de coronavírus – Banca.com

Publicado

em

A Secretaria de Saúde de São Gonçalo informa que a professora Luciara Peçanha, 58 anos, moradora do bairro Coelho, faleceu neste sábado (28), com suspeita de Coronavírus (Covid-19). O caso está sendo investigado pela vigilância epidemiológica do município e posteriormente, após resultado dos exames, serão divulgadas maiores informações para a conclusão do caso.

Ela estava internada em um hospital da rede privada no município de Niterói.

Luciara Peçanha era professora da Escola Municipal Estephânia de Carvalho, no bairro Laranjal, e prestava importante serviço para o município. A Secretaria Municipal de Educação presta condolências a sua família e amigos.

Continue lendo

Saúde

Mulher morre vítima de coronavírus e filho é o único no enterro – Banca.com

Publicado

em

A família estava em isolamento domiciliar. Mulher de 71 anos estava internada com pneumonia.

Devido à ordem de quarentena para evitar a transmissão do novo coronavírus, o filho de uma das vítima da Covid-19 foi o único presente no enterro da mãe, nessa segunda-feira (23/03), no Rio de Janeiro.

“Tive que sepultar minha mãe sozinho. Se fosse em condições normais, ela teria milhões em seu enterro”, afirmou o empresário Christiano Bandeira de Mello, que perdeu a mãe de 71 anos. Ele concedeu entrevista à revista Época.

Segundo o empresário, a vítima sofria de problemas prévios de saúde. “Minha mãe fumava, tinha sobrepeso. Ela começou a perceber com a tosse e a falta de ar, essa doença é assim. Quem não está numa condição de saúde boa corre risco, sim. Não pode banalizar”, desabafou.

Ele contou que a mulher foi encaminhada ao hospital com uma pneumonia nos dois pulmões, mas ao descobrir a doença, ficou em isolamento até o momento da morte.

Ainda não se sabe onde a paciente teria contraído o vírus. A família suspeita que a transmissão tenha ocorrido em viagens para o Uruguai ou França, ou em um casamento onde demais pessoas foram infectadas.

(Metrópoles)

Fonte: Porto Alegre 24h

Continue lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal de Notícias - Coisas incríveis no mundo dos negócios nunca são feitas por uma única pessoa, e sim por uma equipe - Todos Direitos Reservados.