Conecte-se conosco

Saúde

São Gonçalo registra três casos de coronavirus. Pacientes são do Porto Novo e Amendoeira – Banca.com

Publicado

em

São Gonçalo registrou, nesta segunda-feira (23), os três primeiros casos confirmados de Coronavírus na cidade, sendo classificado, agora, como município com transmissão comunitária. A Secretaria de Saúde monitora outros 266 casos suspeitos.

As pessoas infectadas são uma profissional que atua na rede de saúde da cidade do Rio de Janeiro, moradora do Porto Novo, 26 anos; uma mulher de 32 anos que acabou de voltar de viagem aos EUA e seu namorado, ambos do Amendoeira. Os três estão em isolamento domiciliar com acompanhamento da equipe de saúde do município.

A Secretaria de Saúde ressalta a necessidade de que a população se mantenha em quarentena, evitando deslocamentos desnecessários para que não ocasione aumento na transmissão do Coronavírus.

Para ciência dos casos positivos:

# N. M., 26 anos, fem. Moradora do Porto Novo, confirmação laboratorial;

# L. V., 32 anos, fem. Moradora do Amendoeira, confirmação laboratorial;

# V.R., 35 anos, masc. Morador do Amendoeira, confirmação clínico epidemiológico.

Destaque

Covid-19: vacina da China testada em humanos tem resultados positivos – Banca.com

Publicado

em

Uma vacina contra o novo coronavírus testada em Wuhan, na China, teve resultados promissores em testes com humanos. O estudo, publicado nesta sexta-feira (22/05) na revista The Lancet, relata resultados iniciais seguros e resposta imunológica detectada a partir de 14 dias da aplicação da vacina.

A pesquisa foi feita com 108 adultos saudáveis, com idades variando entre 18 e 60 anos. Eles foram divididos em três grupos com dosagens diferentes da injeção intramuscular do agente. Nos primeiros sete dias da aplicação, observaram-se reações adversas nos três grupos, como dor no local da injeção, febre, fadiga, dor de cabeça e dores musculares. Os voluntários não reportaram reações graves em 28 dias desde o teste.

Continue lendo

Destaque

Governo já distribuiu 2,9 mi de comprimidos de cloroquina. Veja por estado – Banca.com

Publicado

em

Mesmo antes de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) determinar a adoção de um protocolo mais amplo para o uso de cloroquina no tratamento da Covid-19, o governo federal já enviou quase 3 milhões de comprimidos da droga para todos os estados e para o Distrito Federal. Quase 1 milhão deles foram para São Paulo, epicentro do coronavírus no Brasil.

Dos 2.932.000 comprimidos de cloroquina 150 mg que o Ministério da Saúde informa ter distribuído desde o início da pandemia, 986 mil, o que corresponde a 33%, foram para São Paulo.

O estado governado por João Doria (PSDB) registra 5.147 mortes por coronavírus, das 17.971 que o Brasil havia contabilizado até terça-feira (19/05).

Segundo o governo federal, as quantidades são enviadas “de acordo com a solicitação dos estados, sendo o medicamento entregue nos almoxarifados das secretarias estaduais de Saúde para atender às demandas locais”.

Veja o mapa da distribuição por cada Unidade da Federação:

A cloroquina distribuída até agora está sendo usada conforme o protocolo que irrita Bolsonaro: apenas para pacientes hospitalizados ou que assinem um documento reconhecendo que o tratamento é experimental e tem efeitos colaterais.

Doria, por exemplo, diz que o estado de São Paulo não vai receitar o uso de cloroquina ou hidroxicloroquina para pacientes com sintomas leves de Covid-19, ainda que a medida seja estabelecida pelo governo federal.

O presidente defende, apesar de não haver comprovação científica, que a cloroquina deve ser usada desde a apresentação dos primeiros sintomas de Covid-19, ainda que o paciente esteja se tratando em casa.

Os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich não concordaram em ampliar a recomendação de uso do remédio sem que houvesse garantia da eficácia, o que ajudou a derrubá-los.

Mandetta, que tem feito críticas às políticas do governo durante a pandemia desde que deixou o cargo, tem dito que a insistência de Bolsonaro na cloroquina se deve à vontade do presidente de reativar a economia brasileira. A cloroquina, para o ex-ministro, ajuda o presidente no discurso de que o coronavírus não é tão grave.

A insistência de Bolsonaro também tem sido alvo de críticas de entidades como a Sociedade Brasileira de Imunologia, que soltou nota classificando como “precoce” a adoção da cloroquina em casos de sintomas leves de Covid-19.

Veja os dados do mapa de distribuição da cloroquina em forma de ranking

Fonte Metrópoles
Continue lendo

Destaque

Urgente: São Gonçalo precisa de doadores de sangue – Banca.com

Publicado

em

Com uma doação de sangue é possível salvar até quatro vidas. Para os estoques continuarem abastecidos e conseguirem auxiliar a população, há a necessidade de o Hemonúcleo receber 40 doações ao dia, o que não vem acontecendo. Em janeiro deste ano, as doações já haviam caído pela metade, mas o cenário piorou ainda mais em virtude da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), com a procura diminuindo para um número entre 20 a 25 doadores por semana.

Para suprir a demanda dos hospitais municipais, as campanhas continuam e a administração do Hemonúcleo afirma que é necessário aumentar o número de doações pois o consumo de sangue nos hospitais é contínuo e diário. Vale lembrar que todo o material usado para a coleta de sangue é descartável e totalmente seguro.

Para fazer a doação é necessário pesar 50kg ou mais, ter entre 16 e 69 anos de idade, estar alimentado, com a precaução de evitar alimentos gordurosos e não ter feito piercing e tatuagem há menos de um ano. Caso a pessoa apresente sintomas de gripe, fique em casa e se cuide.

O Hemonúcleo de São Gonçalo funciona na Praça Estephânia de Carvalho, s/n, ao lado do Polo Sanitário Washington Luiz, no bairro Zé Garoto. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h.

Continue lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal de Notícias - Coisas incríveis no mundo dos negócios nunca são feitas por uma única pessoa, e sim por uma equipe - Todos Direitos Reservados.